Mobile

Nubank quase dobra juro máximo do cartão para alguns clientes e se explica


O Nubank se tornou conhecido por oferecer um cartão de crédito sem anuidade. A empresa ganha dinheiro com os juros de quem parcela a fatura, e passou a cobrar bem mais de alguns clientes.

Segundo a InfoMoney, parte dos clientes do Nubank recebeu no último dia 25 um e-mail avisando que a taxa para o crédito rotativo passou de 7,75% para 14% mensais – quase o dobro.

Essa taxa está próxima da cobrada por grandes instituições financeiras de varejo. Segundo o Banco Central, a Bradesco Cartões cobra 14,14% ao mês para crédito rotativo; Caixa, Itaú, Santander e Banco do Brasil têm taxas entre 15% e 18%.

O Banco Intermedium, que oferece conta corrente digital sem tarifas, cobrou uma taxa média de 9,05% segundo o Bacen. Enquanto isso, o Banco Original – que não é nenhum Nubank – cobrou 10,29% mensais.

O que aconteceu? Cristina Junqueira, diretora e cofundadora da Nubank, diz à Exame que o reajuste atingiu menos de 0,5% da base de clientes, por isso as taxas continuam baixas para a maioria – a média “continua sendo de 7% ao mês”.

Ela também afirma que a taxa de juros foi reduzida para algumas pessoas (sem dizer quantas) dependendo do perfil: “temos clientes para os quais cobramos taxas que partem de 2,75% ao mês”.

Você pode conferir sua taxa do rotativo no app do Nubank, deslizando para a esquerda e tocando em “Minha Conta”. Lá estará o valor cobrado caso você não pague o total da fatura.

Por que quase dobrar a taxa de alguns clientes? Junqueira culpa o cenário econômico do país – o que inclui inflação alta e taxa básica de juros em ascensão. “Para darmos os próximos passos na operação, como reduzir a lista de espera para obter o cartão, lançar o programa de recompensas e oferecer melhores limites de crédito, tivemos de promover o reajuste para alguns clientes”, diz ela à Exame.

O Nubank oferece acesso ao programa de pontos MasterCard Surpreenda, e prepara um programa de fidelidade mais simplificado que os atuais, permitindo ver os pontos recebidos em tempo real – a ideia é mirar em clientes com renda mais alta. A empresa já estaria em negociações com a Smiles (relacionada à Gol) e a Multiplus (relacionada à TAM).

No início do ano, a Nubank recebeu investimentos colocando o valor da empresa na casa dos US$ 500 milhões – e essa startup bilionária (em reais) precisa dar retorno.